Pular para o conteúdo
Home > Engajamento > Pesquisa de pulso: o que é e como aplicar na empresa
Home > Engajamento > Pesquisa de pulso: o que é e como aplicar na empresa

Pesquisa de pulso: o que é e como aplicar na empresa

Você já parou para pensar em como está a saúde mental do seu time neste momento? Qual a importância de olhar para isso? Empresas vem observando que o engajamento e a satisfação de seus funcionários são pontos que precisam de cuidado e a pesquisa de pulso pode ser um forte aliado para medir e monitorar os sentimentos dos colaboradores. 

Segundo pesquisa, mais de 90% dos brasileiros estão infelizes em seus empregos e esse cenário é um grande problema para as empresas. Insatisfação leva a um alto turnover, dificuldades em manter uma boa produtividade e gerar bons resultados, entre muitos outros problemas internos. Mas, quando olhamos para o emocional das pessoas, é mais fácil enxergar e evitar problemas relacionados ao clima organizacional e performance dos funcionários.

Quando falamos em satisfação e saúde emocional, muitos gestores estão dando preferência para a pesquisa de pulso. A verdade é que essa ferramenta traz respostas mais rápidas e, consequentemente, ações no tempo proporcional. Mas não se esqueça, um tipo de pesquisa não excluí outras possibilidades, o importante é criar estratégias eficazes para mudar ou manter a satisfação e segurança psicológicaa no ambiente de trabalho.

Para te ajudar a entender melhor essa ferramenta, neste artigo vamos falar um pouco mais sobre o que é a pesquisa de pulso, o porquê ela está se tornando tão cobiçada no mercado e como aplicar na empresa. 

O que é a pesquisa de pulso?

A pesquisa de pulso, também conhecida como pulse, é basicamente uma avaliação utilizada para medir e analisar como está a saúde emocional e o engajamento dos colaboradores. O pulse também pode ser utilizado para medir outros aspectos importantes dentro da empresa, como: sentimentos em relação ao home office, treinamentos, normativas, carga de trabalho, liderança, entre outros.  Dessa forma é possível ter uma visão ampla do seu time e entender os possíveis problemas na gestão de pessoas, na motivação e engajamento.

Esta pesquisa é feita de forma rápida e prática, e pode ser aplicada com a frequência que faça mais sentido para a empresa. A periodicidade pode variar entre semanal até trimestral, mas para que os resultados sejam eficientes, o ideal é que a pesquisa de pulso não seja muito espaçada.

Podemos dizer que o pulso é uma forma de gerar feedbacks com mais frequência, através de check-ins mais simples. O que é ótimo, afinal, pesquisas mostram que 77% dos colaboradores querem receber uma avaliação mais de uma vez ao ano. É importante lembrar que a pesquisa de pulso não necessariamente vai medir tópicos ou conteúdos tão específicos, mas vai dar uma noção geral de seus colaboradores.

Quais os benefícios da pesquisa de pulso?

Pesquisa de pulso
Pesquisa de Pulso

Analisar seus colaboradores é essencial para tomar melhores decisões e criar estratégias para processos internos. E é por isso, que a pesquisa de pulso está se tornando popular no mercado, pois, como mencionamos, é uma forma de entender as pessoas e suas relações com o trabalho de forma rápida e prática, possibilitando soluções eficazes para o momento.

A pesquisa de pulso é muito benéfica para as empresas, então vamos ver com mais detalhes quais são essas vantagens:

  1. Aumenta o engajamento dos colaboradores e, consequentemente, a satisfação, a produtividade e resultados financeiros.
  2. Ajuda aos gestores e profissionais de RH resolverem problemas que precisam de atenção imediata. Muitas situações precisam de cuidado momentâneo, simplesmente não dá para resolver um grande conflito daqui a 3 meses, por exemplo.
  3. É uma forma mais rápida de medir resultados de pequenas ações e melhorias na empresa.
  4. Melhora a comunicação entre líderes e liderados, quando você entende o que seus colaboradores estão sentindo, é possível melhorar a relação.  
  5. Ajuda diminuir a rotatividade de colaboradores (turnover) e, ao mesmo tempo, melhora a retenção os grandes talentos.
  6. É uma forma de mostrar para seus funcionários que você se importa, que quer cuidar e dar a devida atenção para todos.
  7. Melhora o clima organizacional, pois a pesquisa de pulso também oferece insights em como otimizar o ambiente de trabalho.
  8. Mostra resultados mais eficientes para tomadas de decisões, por ser uma pesquisa rápida e prática, a taxa de respostas tende a ser maior. Além de que com a automatização do pulse, a coleta de dados se torna constante, gerando um volume interessante para análises.

Pesquisa de pulso e pesquisa de clima, qual a diferença?

Muitos confundem a pesquisa de clima organizacional com a pesquisa de pulso, mesmo que ambas as ferramentas sejam usadas em prol da satisfação e engajamento dos colaboradores, são conceitos diferentes.

A pesquisa de clima é feita para entender o clima organizacional da empresa em geral, ou seja, o que os funcionários acham do ambiente de trabalho. Assim, essa avaliação mapeia questões como a satisfação com o trabalho, a eficiência das lideranças, a cultura, missão e valores. Essa ferramenta é muito importante, mas a questão é que a pesquisa de clima é complexa e costuma ser feita apenas uma vez por ano, ou em intervalos maiores.

Já a pesquisa de pulso, assim como falamos acima, é muito prática e, normalmente, acontece várias vezes ao ano. Ela aborda questões mais específicas relacionadas a satisfação com a empresa, que precisam de um olhar imediato. Também é possível usar essa avaliação para monitorar os sentimentos e saúde emocional dos colaboradores.

Como aplicar a pesquisa de pulso?

Que a pesquisa de pulso é super importante na empresa, nós já sabemos, certo? Mas como aplicar, de fato, essa ferramenta? É o que o vamos explorar agora.

#1 Estabeleça um objetivo e questões

O primeiro passo é focar em estabelecer um objetivo claro e relevante. Pergunte-se o que é importante mensurar com essa pesquisa, quais os tópicos essenciais que precisam ser analisados para o momento da empresa. E a partir daí, você consegue construir questões, se necessário, para sua pesquisa.

Uma dica é que o RH sempre trabalhe com líderes das principais áreas da empresa, e juntos, pensem no que é importante avaliar com essa pesquisa, um brainstorming vai ajudar a melhorar os resultados do pulso.

Caso você decida trabalhar com questionários específicos no pulso, este é momento de montá-las. Também é importante que você crie perguntas que condizem com seus objetivos, para assim estruturar sua pesquisa. Normalmente, é indicado criar um questionário com no máximo 7 perguntas, sendo 3, o ideal. Lembre-se também que estas perguntas precisam ser curtas, simples e fácies de obter resposta. 

#2 Garanta o anonimato

É muito importante que a pesquisa de pulso não mostre quem deu uma resposta específica. Muitas pessoas podem se sentir incomodadas em responder esse tipo de avaliação, por isso, o anonimato vai ajudar a trazer mais segurança e confiança para seus colaboradores.

Ao deixar seu time à vontade para mostrar seus reais sentimentos, também é possível obter respostas muito mais condizentes com a realidade da empresa, facilitando uma tomada de decisões mais assertivas e eficientes.  

#3 Analise os dados com cuidado e tome decisões

O intuito de ter uma pesquisa como esta, é usar de seus resultados para tomar decisões assertivas e rápidas. Então, após criar toda a pesquisa de pulso anonima e segura, é hora de receber os dados e analisá-los. Lembre-se sempre que, o quanto mais claro seus objetivos, mais fácil vai ficar de ver os resultados.

O importante dessa etapa é entender esses dados, ver como anda o nível de satisfação dos seus funcionários e criar estratégias para mudar ou manter o cenário em que sua empresa se encontra. 

#4 Seja transparente

Uma boa prática é compartilhar os dados e as decisões tomadas a partir da pesquisa de pulso para seu time. Isso ajuda a melhorar os relacionamentos da empresa, além de criar um ambiente de confiança. A transparência é essencial para a efetividade da pesquisa, uma vez que seus colaboradores se sintam ouvidos e observem as mudanças, mais sinceros e abertos eles serão nas próximas.

Como a Elofy pode te ajudar na pesquisa de pulso?

A Elofy tem a funcionalidade de pesquisa de pulso automática para te ajudar nessa missão. Além de ser possível automatizar a frequência de envio e definir o número de perguntas por pulso, ela traz a possibilidade de anonimato para garantir a segurança da pesquisa. 

O pulse da Elofy também conta com um template de pulso de engajamento e um banco com 100 perguntas, desenvolvidas por especialistas da área, que te ajudará a desenvolver as primeiras pesquisas na sua empresa. Por fim, você também conta com um analytics de pulso com todas as informações relevantes para a tomada de decisão do RH e gestores.

Pesquisas na Elofy

De fato, olhar para a satisfação e saúde emocional dos colaboradores é muito importante para o crescimento e resultados da empresa. Então, por que não investir em uma plataforma que simplifica tudo para você?

Gostou do Artigo?   Compartilhe

guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Fique por dentro de nossos conteúdos e novidades sobre nosso produto