Pular para o conteúdo
Home > Gestão de Pessoas > Qual a relação do alto turnover com a cultura da empresa?
Home > Gestão de Pessoas > Qual a relação do alto turnover com a cultura da empresa?

Qual a relação do alto turnover com a cultura da empresa?

Sabemos que o alto turnover é um grande problema que empresas enfrentam, principalmente com a onda de demissões que chegou ao Brasil recentemente. Quando um colaborador sai muitos desafios começam, desde os gastos com demissão e novas contratações, até grandes impactos no time e, consequentemente, nas entregas e resultados.  

Há vários motivos que levam um profissional a se demitir ou ser demitido, mas, normalmente, essa demissão está sempre relacionada com a cultura da empresa. Seja por baixo desempenho, por problemas com outros funcionários, ou pela desvalorização, falta de oportunidades de crescimento e desenvolvimento, a questão é que todos esses fatores podem ser evitados com uma boa cultura organizacional.

Mas qual a relação da cultura com o turnover? Como esses dois conceitos podem impactar a empresa? Qual a importância de olhar para os dois pontos? Essas são perguntas muito comuns quando o assunto é cultura organizacional e rotatividade, então vamos analisá-las neste artigo.

O que é cultura organizacional e qual sua importância? 

Alto turnover e cultura da empresa: qual a relação


A cultura organizacional é o conjunto de crenças e valores da empresa, são as expectativas comportamentais com o objetivo de ditar formas aceitáveis de se relacionar e conduz o negócio. 

Ao contrário do que muitos pensam, a cultura vai muito além de termos escritos, aliás, de nada adianta ter documentos validando valores e práticas, se esses não são implantados na prática. Por isso, a cultura está mais presente nas ações do dia a dia, na comunicação, nas entregas, nos relacionamentos internos, nas tomadas de decisões e em tudo que cerca a rotina das pessoas na empresa. 

A cultura é um dos principais pontos de integridade para a empresa, pois traz diversos benefícios para a gestão, tais como: 

Por que o alto turnover é um problema? 

O turnover, também conhecido como a rotatividade de colaboradores, é uma taxa que mede o número de funcionários que se desligam da empresa em um determinado período, esse colaborador pode ser demitido ou pedir a demissão.

A verdade é que a rotatividade é um dado normal em qualquer organização, porém, mesmo que essa taxa sempre esteja presente, quando os índices são altos, o turnover se torna um problema e acabam impactando toda a empresa. O principal problema de um alto turnover é na área financeira, afinal os processos de demissão e de uma nova contratação são caros. Porém, os desafios não acabam por aí. 

O alto turnover faz com que as equipes fiquem defasadas, o que pode acabar sobrecarregando os outros integrantes do time. Até porque o processo de encontrar novos colaboradores pode ser demorado. Por isso, o turnover é uma porta aberta para perda de qualidade no trabalho da equipe e atraso em prazos e projetos da empresa. 

Muitas vezes, a reputação da empresa também entra em jogo, o que afeta a marca empregadora e atração de novos talentos. Ou seja, o alto turnover vira uma bola de neve e pode acabar afetando a integridade de toda a gestão e da empresa. 

O que causa o alto turnover nas empresas?

Pesquisas mostram que os principais motivos pelos quais os profissionais pedem demissão são: a falta de reconhecimento, de feedbacks, oportunidade de crescimento e a falta de ética. Assim como, os principais fatores que levam a empresa a demitir seus funcionários são: o baixo desempenho, relacionamentos ruins e o alto absenteísmo.

Outros motivos importantes de se considerar quando falamos em alto turnover são:

  1. Ambiente de trabalho desagradável: quando o clima da empresa está defasado, seja pela cultura tóxica, seja por conflitos internos, as pessoas tendem a se desmotivar e buscar outras oportunidades em um local mais adequado.
  2. Falta de fit cultural: quando as contratações são ineficientes, muitas vezes, o perfil dos profissionais não condizem com os valores da empresa. Além de causar problemas internos, normalmente, essas pessoas não se adaptam e acabam se desligando.
  3. Desgaste emocional e físico: muitos colaboradores são cobrados excessivamente por uma alta quantidade de demanda, que muitas vezes nem cabem nas oito horas diárias e acabam se desgastando. Isso diminui a produtividade e o desempenho.
  4. Despreparo da liderança: muitos líderes ainda agem como chefes e nem sempre têm o preparo para gerir pessoas de forma adequada. Além de impactar o desempenho de seus times, ainda afeta o relacionamento interno.
  5. Problemas na comunicação: muito se fala sobre comunicação não violenta nas empresas, mas pouco se pratica. Quando a comunicação é problemática, a integridade dos times e das demandas acaba sendo afetada e, consequentemente, causa problemas internos.
  6. Retorno financeiro e benefícios muito abaixo do mercado: o salário não é a principal questão, mas ainda é um fator muito importante que dita a permanência dos colaboradores.

A verdade é que todos esses fatores que levam ao alto turnover são relacionados com a gestão e podem ser evitados quando olhamos para a cultura da empresa. Vamos entender mais sobre isso no próximo tópico.

Qual a relação da cultura organizacional com o alto turnover?

Como já mencionamos, os motivos para a rotatividade são diversos, mas, na maioria das vezes, estão relacionados com a gestão de pessoas e cultura da empresa. Tudo está interligado, quando um colaborador não se sente bem no ambiente de trabalho, dificilmente essa pessoa vai ser produtiva, engajada e ter uma boa relação interna. Quando uma pessoa não vai bem, os times acabam se defasando, afetando assim o clima e os resultados da empresa.

Assim, quando a cultura da empresa é boa e adequada, seus colaboradores se sentem motivados e dão o seu melhor em seus trabalhos. Porém, uma cultura tóxica e problemática muda todo esse cenário e acaba fazendo com que o turnover aumente e outros problemas comecem a aparecer.

A cultura é o principal guia da empresa para a gestão, ela influencia todo o ambiente corporativo, por isso, quando adequada e bem implantada, ela se torna uma das ferramentas mais importantes para diminuir o turnover e mudar essa realidade negativa no ambiente corporativo.

Uma boa cultura deixa seus colaboradores mais satisfeitos e, consequentemente, mais engajados e produtivos. Além de melhorar o clima e fazer com que o ambiente torne-se favorável e amigável para trabalhar. 

E o resultado de tudo isso? Um local atrativo e adequado para os colaboradores, aumentando assim o desempenho e os resultados, aumentando a atração e retenção de talentos.

Como desenvolver uma boa cultura organizacional?

Muitos buscam entender o que é uma boa cultura organizacional, então o primeiro passo é entender que passamos por diversas mudanças no mercado, por isso, a necessidade de olhar para o bem-estar e saúde dos colaboradores se tornou essencial. Se você busca desenvolver, melhorar ou manter uma boa cultura organizacional, é preciso olhar para a realidade da sua empresa e analisar se sua gestão de pessoas está humanizada.

Empresas que se destacam por ter uma boa cultura, baixo turnover e, consequentemente, melhor atração de talentos focam em:

  • – Dar atenção para o desenvolvimento e reconhecimento de seus colaboradores;
  • – Valorizar a diversidade e inclusão dentro da empresa;
  • – Buscar ser mais flexíveis com seus funcionários, incentivando a independência;
  • – Proporcionar o bem-estar e a saúde das pessoas;
  • – Inovar.

Vale lembrar que o processo de construção de uma cultura organizacional sólida e eficaz demanda tempo e esforço. É preciso criar ações que a torne presente no dia a dia dos colaboradores, para assim, aumentar o engajamento dos funcionários e, consequentemente, fortalecer a cultura. 

Sim, a cultura organizacional é um dos fatores mais importantes para diminuir o turnover. Sem uma cultura bem estabelecida, as pessoas acabam ficando desmotivas, insatisfeitas e ainda pode manchar a imagem da empresa. Então, se você ainda não dá a devida atenção para sua cultura, talvez seja a hora de mudar isso.

Gostou do Artigo?   Compartilhe

guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Fique por dentro de nossos conteúdos e novidades sobre nosso produto